Comprovado: Cientistas afirmam que cantar diminui o nível de stresse

cantar-faz-bem-1024x683 Comprovado: Cientistas afirmam que cantar diminui o nível de stresse

Cantar é quase um remédio. Sabe aquele ditado popular que diz que “quem canta seus males espanta”? A máxima popular a cada dia que passa se torna mais verdadeira. Pelo menos assim pensam os cientistas. Desde 2004 estudos comprovam que cantar traz inúmeros benefícios tanto para a saúde física como para a saúde emocional das pessoas.

O primeiro estudo – na Alemanha – chegou à conclusão de que cantar em grupo afeta positivamente a produção de cortisol. Este é um hormônio que está diretamente ligado ao controle do stress, presença de açúcar no sangue e imunidade

Oito anos depois – Em 2012 – o Departamento de Psicologia Experimental da Universidade de Oxford fez outra descoberta interessante. Eles afirmaram que o canto também proporciona a produção de endorfina, que está ligada à sensação de prazer e à imunidade a dor. O estudo foi realizado com pessoas que “cantam” em grupos vocais e corais diversos. A mesma pesquisa foi feita com pessoas que não cantam e o resultado foi diferente.

Mas você pensa que acabou? Uma terceira equipe formada por estudiosos na Universidade de Cardiff – País de Gales – realizou outra pesquisa valiosa. eles concluíram que pacientes com câncer em grupos de aula de canto em coral apresentaram melhorias relacionadas à qualidade de vida e depressão.

Achou pouco? Então lembre-se que aulas de canto ajudam – segundo a musicoterapia – o indivíduo a expressar sentimentos, a diminuir a timidez, aumentar a autoestima, corrigir a postura e respirar corretamente.

Além de cantar, tocar um instrumento musical também traz benefícios!

Tocar um instrumento musical também traz muitas vantagens. Quando a pessoa toca um instrumento, ela afeta partes do cérebro responsáveis pela coordenação motora fina, audição e visão. Segundo estudiosos, o fato de áreas diferentes do cérebro trabalharem ao mesmo tempo, é algo muito benéfico para a pessoa.

Ainda vale ressaltar que aprender a tocar um instrumento musical melhora a memória e desenvolve diversas funções cognitivas. Tanto para crianças quanto para idosos, esse tipo de aprendizado gera benefícios permanentes.

Se você deseja mais saúde e qualidade de vida, reserve um tempo para fazer aulas de canto ou aprender a tocar um instrumento musical aqui no INFOMUC. Temos mais de 20 cursos para você e professores especializados para proporcionar a você grandes aulas e um desenvolvimento constante, tornando você um músico profissional.

Visite nosso site, escolha o curso desejado e preencha o formulário. Nossa equipe entrará em contato com você para explicar tudo.

Acesse agora: https://escola-de-musica.infomuc.com.br

CANTAR FAZ BEM. QUER SABER A RAZÃO? EU TE CONTO!

Cantar faz bem. Quer saber a razão? Eu te conto!
Cantar faz bem para o corpo, para a alma e para a mente. E serve qualquer ritmo: samba, ópera, sertanejo, rock, pagode, axé, bossa nova. O segredo é soltar a voz e sentir-se bem. Pegue carona nos programas de calouro e comece a cantar. É simples assim! Solte a voz e sinta os benefícios do canto na sua vida! Já falamos dos benefícios da música nosso blog aqui e aqui. Mas a música traz tanta coisa bacana que ainda temos muito para falar.

Comece deixando de lado a vergonha, escolha um lugar onde ninguém vai te atrapalhar, como o carro ou o chuveiro e  cante. Vai fazer um bem enorme a você! Duvida? Então confira alguns benefícios que o canto traz a sua vida.


Relaxar e aliviar a Ansiedade

A rotina anda tão cheia de tarefas que todo mundo vive ansioso, sob pressão. Mas a ansiedade faz com que o corpo fique, de forma desnecessária, em permanente estado de alerta – a adrenalina dispara e a reserva de ar nos pulmões aumenta. E isso só piora a angústia! Cantar nos obriga a colocar tudo para fora e relaxar.


Soltar as emoções presas e diminuir a timidez

Cantar é uma forma de expressão que mexe profundamente com as nossas emoções, porque a gente sente o que canta. E, quanto mais variadas as músicas, maior é a quantidade de sentimentos que deixamos aflorar. Além disso, é uma ótima terapia para os tímidos. Muitos artistas são tímidos na vida, mas, no palco, botam pra quebrar!


Turbinar a autoestima

Ninguém acha que canta bem, né? Isso acontece porque a voz que nós ouvimos é diferente da voz que os outros ouvem. Arriscar um refrão em alto e bom som, portanto, é uma maneira de parar de se preocupar com a opinião dos outros e apostar no próprio potencial sem medo de errar ou desafinar. É cantar para se sentir bem e pronto! Precisa algo mais?


Respirar corretamente

Quando a gente canta, é obrigada a respirar de forma mais profunda e controlada. E, naturalmente, repetimos isso ao longo do dia e respiramos melhor. De quebra, massageamos o diafragma, que se contrai ao inspirar e relaxa ao expirar e soltar o ar dos pulmões.


Melhorar a postura

Se a respiração é tão importante assim para o canto, não dá para cantar agachadinho ou encolhido, certo? Para arrasar no karaokê, tem que manter uma boa postura.
Agora se você deseja cantar bem, afinado e arrancar aplausos de todos que te ouvirem cantar. Venha estudar no INFOMUC. Nosso time de professores é graduado e especializado e vai ajudar você a cantar como um profissional. Veja como se matricular aqui.  Qualquer dúvida ligue (81) 3129-0307/98253-0458 (whats app) 

MÚSICA AJUDA PESSOAS COM DIFICULDADE DE MEMORIZAÇÃO

Música ajuda pessoas com dificuldade de memorização
Sabia que a música pode ajudar você que está com problemas de memorização? Estudos recentes revelam que estudar música pode ajudar na melhoria de memória e até aumentar o seu QI! Essa é a segunda postagem que falamos desse assunto. A primeira você lê aqui. No entanto, como as pesquisas não param de ser publicadas, queremos mostrar tudo que está acontecendo para você.
O laboratório Auditory Neuroscience  da Universidade Northwestern fez uma pesquisa interessante. Eles constataram que música estimula o seu cérebro e aumenta a sua capacidade de memorização. Isso ocorre porque tocar um instrumento e ler estão relacionados a um mesmo mecanismo neural e cognitivo. Aprender um instrumento potencializará a sua capacidade de memória.
Um estudo foi feito com 22 crianças de 3 a 4 anos de idade. Um grupo recebia aulas de piano e de canto. Outro grupo de 15 crianças não recebeu nenhum tipo de aula. Os dois grupos participavam dos mesmos tipos de atividades na pré-escola. O resultado mostrou que as crianças que tiveram aulas de piano semanalmente desenvolveram 34% mais as suas habilidades espaciais-temporais do que as outras. Não só isso, mas os pesquisadores disseram que os efeitos durariam no longo prazo.
De acordo com um artigo da revista online The Telegraph, “Nova pesquisa sugere que tocar um instrumento musical regularmente altera o formato e a potência do cérebro. Segundo o mesmo jornal, a música pode ser usada como uma terapia para melhorar as capacidades cognitivas.”


Um cérebro que funciona “diferente”

Existe cada vez mais evidência de que o cérebro dos músicos funciona diferente dos cérebros das outras pessoas. Sobretudo nas áreas responsáveis por processar e tocar música. Quando você aprende a tocar um instrumento musical, seu cérebro é muito estimulado. As partes que controlam suas habilidades motoras, de escuta, a de guardar informação musical e a memória se tornam maiores e mais ativas. Outros resultados mostram que tocar um instrumento musical aumenta o seu QI em 7 pontos.
Isso quer dizer que se você aprender a tocar violão, você também estará lutando contra a degeneração cerebelar a um médio e longo prazo. Sendo assim, você pode pensar na possibilidade de trocar as pílulas para estimular sua atividade cerebral por aulas de violãoteclado ou um instrumento da sua preferência.  Que tal?