Cifras: saibam o que são e como utilizar

Todo mundo já ouviu falar de cifras. Quem começa a tocar violão logo se depara com elas. Mas o que são? O que significam? Como tocar usando cifras? Para responder a estas questões, preparamos uma espécie de tira-dúvidas a respeito deste assunto. Vamos lá?

Eu sempre digo que cifras é uma espécie de notação musical. Uma espécie de língua que só músico entende. Quem aprende cifras, aprende uma nova linguagem, pois basta vê-las e ele já sabe o que significa. É como aprender inglês ou francês, por exemplo. No início pode parecer algo muito complicado, mas na medida que você vai se familiarizando, fica cada vez mais fácil.

Se eu pudesse definir o que são cifras, eu diria que as cifras musicais nada mais são do que um conjunto de símbolos, que identificam os acordes.

O que são acordes?

Acordes são um conjunto de notas tocadas ao mesmo tempo. Quando você toca em um instrumento três notas ao mesmo tempo, você faz um acorde. Toda música tem um conjunto de acordes que faz a harmonia da música.

Em uma música, podemos dizer que o cantor ao interpretar uma canção, ele faz o que chamamos de linha melódica. Já o violão ou o teclado, quando “acompanha” o cantor, faz a linha harmônica da música. As cifras ajudam o músico a identificar qual o acorde tocar. Porém para isso, é preciso entender as letras e as extensões que compõem os acordes.

As letras utilizadas nas cifras e as notas correspondentes

O aspecto mais importante das cifras são as letras que variam de (A a G). Cada letra representa uma nota musical. Veja:

A – LÁ
B – SI
C – DÓ
D – RÉ
E – MI
F – FÁ
G – SOL

Normalmente quando pensamos em uma escala, geralmente pensamos em uma escala de Dó Maior (que a escala natural). Mas na época em que as cifras foram inventadas, a escala mais utilizada era a escala de Lá Maior. Por isso a letra A corresponde ao Lá Maior. As outras seguem conforme a sequência.

Conhecendo as extensões da cifra:

As extensões são símbolos que unidos as letras já citadas, ajudam você a identificar o acorde com mais exatidão. Caso a música peça um acorde mais incrementado, você verá além das letras, alguns símbolos como por exemplo:

# – Sustenido
b – Bemol
o ou dim – Diminuto
+ – Aumentado
alt – Alterado (quinta)
m – Menor
maj7 ou 7M – Acorde sétima maior
7 – Acorde com sétima menor
4 – Acorde com quarta
sus4 – Acorde com terça suspensa e quarta adicionada
6 – Acorde com sexta
9 – Acorde com nona
13 – Acorde com décima terceira

Montando a grafia de um acorde em cifras

Quando você entende todas as letras e símbolos, montar a grafia de um acorde fica muito fácil.

C – Acorde de Dó Maior
Cm – Acorde de Dó Menor
C#7 – Acorde de Dó Sustenido com sétima menor
C#m7 – Acorde de Dó Sustenido menor com sétima menor
Db – Acorde de Ré Bemol
G7/9 – Sol com sétima menor e nona

Diferente do que muita gente pensa, são vários os instrumentos que se utilizam das cifras e não apenas o violão. Na verdade, todos os instrumentos harmônicos (violão, teclado, cavaquinho, piano, etc) podem se utilizar delas para “acompanhar” uma determinada música.

Em um próximo texto, falaremos sobre os diagramas de acordes, que são imagens que representam o braço de um violão e o local onde os dedos devem ser colocados.

Grande abraço e até a próxima!